COVA AMÉRICA 2021: AMBEV SEGUE MASTERCARD E TIRA O TIME DE CAMPO

0

A AmBev, dona das marcas de cerveja Brahma, Antarctica, Skol, Budweiser, Stella Artois entre outras, patrocinadora oficial da Copa América 2021, apropriadamente conhecida como Cova América 2021 por ser sediada no Brasil, epicentro da pandemia Covid-19 no continente sul-americano, decidiu, seguindo o exemplo de Mastercard, não exercer o seu direito de uso de placas no estádio e a exposição da marca no torneio. O risco de reputação e imagem de empresas é altíssimo num torneio que pode rapidamente contribuir para o agravamento da pandemia no continente. Além disso, empresas globais cada vez mais buscam adequação ao conceito ESG (environmental, social and corporate governança), isto é, responsabilidade ambiental, social e de governança corporativa, que tem balizado o valor de suas ações e o custo de crédito em bancos e agências globais de fomento. Ter a marca relacionada, portanto, ao torneio pode representar arranhão em imagem e reputação.

O contrato de patrocínio da AmBev com a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) permite que a marca não seja exposta durante o torneio que reúne todas as condições de entrar para a história como propagador de vírus, elevando ainda mais o número de mortes no continente, hoje lideradas pelo Brasil. Ter a marca ligada à propagação do vírus custaria, evidentemente, bem mais caro à grandes empresas do que o retorno de exposição que a Cova América 2021 poderia dar. Neste cenário, apenas marcas secundárias, que patrocinam os jogos, marcados para começar no próximo domingo, 13 de junho de 2021, ainda não se posicionaram se farão uso do direito de exposição ou mesmo se apresentarão campanhas publicitárias em torno dos mesmos.  

Share.

About Author

publicitta

Leave A Reply