ONU E OS DESAFIOS PARA RESTAURAR A VIDA NO PLANETA

0

As Nações Unidas fazem um chamado aos países para que cumpram os compromissos de restaurar 1 bilhão de hectares de terra na próxima década – uma área do tamanho da China. Novo relatório do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), lançado no início da Década das Nações Unidas da Restauração de Ecossistemas 2021-2030, destaca que a humanidade está usando cerca de 1,6 vez a quantidade de serviços que a natureza pode fornecer de forma sustentável. Os custos globais de restauração terrestre não são baixos. Mas o relatório descreve que cada 1 dólar investido na restauração cria até 30 dólares em benefícios econômicos.

Em sua mensagem para o Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho), o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, destacou que a Década faz parte de um movimento global que irá unir governos, empresas, sociedade civil e cidadãos num esforço sem precedentes para curar a Terra. “Enfrentamos uma tripla emergência ambiental – perda de biodiversidade, disrupção climática e poluição crescente. (…) Ao restaurarmos os ecossistemas, poderemos conduzir uma transformação que irá contribuir para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”, destacou Guterres, acrescentando que “a ciência nos diz que os próximos 10 anos constituem a nossa última oportunidade para evitar a catástrofe climática, reverter a maré mortífera da poluição e de perda de espécies”. Saiba mais sobre a Década: http://bit.ly/decada-ecossistemas Acesse a mensagem do secretário-geral na íntegra: http://bit.ly/meioambiente2021-onu

Share.

About Author

publicitta

Leave A Reply