VÍTIMA FATAL DO CORONAVÍRUS, KENZO VIVE!

0

Por Yume Ikeda, de Tóquio

O coronavírus levou deste mundo o brilhante estilista  Kenzō Takada, aos 81 anos, no dia 4 de outubro de 2020, mas não sepultou seu estilo nem a grife que carrega seu nome, e que, desde 1993, pertence ao maior grupo de marcas de luxo do mundo, o LVMH. O português Felipe Oliveira Baptista, hoje diretor criativo de Kenzō, segue os seus passos e o homenageia na coleção F/W 2021, outono-inverno, trazendo nas peças o conforto e as estampas com flores, além da música vibrante na apresentação.

Para Kenzō, a moda nunca deveria estar atrelada ao departamento comercial das grifes, mas ao coração, à emoção e àquilo que se pode encontrar nas ruas e imprimir ao vestir-se naturalmente uma nova leitura, emprestar-lhe conteúdo. Felipe segue os passos do mestre com maestria. E entrega ao mercado um legítimo e ousado Kenzō, que permite o bailar com suas roupas, sempre folgadas porque o corpo delas não deve ser prisioneiro, e coloridas, inclusive com os amores-perfeitos que Kenzō tanto prezava nas estampas. É um show de modernidade sem perder o vinco da alfaiataria de precisão milimétrica que o estilista japonês transportou do Oriente para o Ocidente.

 

Share.

About Author

publicitta

Leave A Reply