ANDEA CRIA SABÃO PARA PRESERVAR A PUREZA DA ÁGUA DOS ANDES

0

No mundo, ainda existem 159 milhões de pessoas que dependem de água não tratada (rios, lagos, lagoas, riachos). Por isso e por sua herança cultural, uma porcentagem significativa lava suas roupas nos rios. No Peru, essa herança é atribuída à sua origem inca, e isso também é uma oportunidade de socialização entre as mulheres das aldeias. Infelizmente, o sabão que usam para lavar a roupa contribui para a contaminação do rio que nasce nos Andes e do qual depende toda a comunidade (até mesmo do qual extraem a água para beber), causando inconscientemente várias doenças e exigindo das empresas de águas minerais maior investimento no tratamento da água mineral a ser envasada.

Por isso, Andea  (a água mineral de Cusco, cujo objetivo é preservar os mananciais naturais dos Andes) e sua agência de criação Fahrenheit DDB, decidiram recorrer aos milhares de pessoas que lavam roupas nos rios para, por meio deles, iniciar um processo de descontaminação .

Depois de vários meses de pesquisa com a Cirsys (startup de inovação peruana que busca soluções tecnológicas para o desenvolvimento social), eles conseguiram encontrar um microrganismo com função probiótica capaz de se alimentar dos poluentes do rio. Introduzindo esses microrganismos nas barras de sabão, nasceu o AWA, um sabonete que melhora a qualidade da água na hora de lavar roupas, provando ter até 75% de eficiência.

A Andea, como parte da sua ação de responsabilidade social e ambiental, oferece hoje a fórmula AWA para governos, organizações sem fins lucrativos, empresas sociais e fabricantes de sabão, para que possam aplicá-la. Assim, o AWA chegará às mãos certas e aos rios onde essas tradições ancestrais ainda são praticadas. Para obter mais informações e entrar em contato com os líderes do projeto, visite www.proyectoawa.com.

Share.

About Author

publicitta

Leave A Reply