HOLI OU TODAS AS CORES CONTRA O PRECONCEITO

1

O Holi Festival, conhecido como festival das cores,  é uma celebração hinduísta, a religião mais antiga da Índia, que busca reviver a lenda de Krishna e Radha e, ao mesmo, quebrar, ainda que num único dia, as diferenças entre etnias e castas. Tudo porque, ao se sentir mal com a diferença de pele de sua amada, Krishna é aconselhado por sua mãe a pintar o rosto de forma colorida e assim quebrar esta barreira e ganhar as ruas. Desde então e, antes da era cristã, os indianos ocupam as ruas das maiores cidades e até vilarejos celebrando as cores da igualdade, sendo que cada uma delas tem um significado, não são aleatórias. Antes, estas tinturas eram naturais, tinham origem em plantas e folhas que eram colocadas para secar e, depois, trituradas, hoje muitas das cores vendidas em todos os lugares são sintéticas e industriais, mas não perderam a essência de seus significados:

  • Amarelo: piedade / humildade / saúde

  • Laranja: otimismo / alegria

  • Azul: calma

  • Vermelho: pureza / fertilidade / beleza

  • Rosa: amor

  • Verde: vitalidade / força

A celebração de Holi coincide com o início da primavera e também traz à cena, a lenda de Vishnu na véspera, que, neste ano de 2021 cai no domingo, 28 de março, quando fogueiras são acesas com galhos e restos de papel ou objetos descartados por todos os lugares, purificando o ambiente e afastando os espíritos malignos. O ato tem a ver e revive o momento em que Prahlad, filho do temível  Rei Hiranyakashyap, um homem vaidoso e impiedoso, queria que todos no seu reino o adorassem, mas Prahlad, seu filho e herdeiro, resolveu adorar uma entidade chamada Vishnu. Hiaranyakashyap combinou com a sua terrível irmã Holika, que tinha o poder de não se queimar, que ela entraria numa fogueira com Prahlad em seus braços para matá-lo. Mas foi Holika quem morreu carbonizada por não saber que o seu poder de enfrentar o fogo seria anulado quando entrasse na fogueira acompanhada de outra pessoa. O deus Vishnu reconheceu a bondade e devoção de Prahlad e salvou-o. O festival, portanto, celebra a vitória de um deus contra o outro e o triunfo do bem contra o mal.

Mas é a saudação ao amor de Krishna e Radha que resulta na música e nas cores do Holi Festival, que dura cinco luas, e que neste dia toma conta das ruas e das casas, com todos coloridos e se colorindo, se misturando sem a diferença existente entre as cores da pele e as castas. Celebram, assim, a vida, a aceitação de ser o que se é, quebram, assim, os preconceitos e revivem este amor de Krishna e Radha sob as bênçãos de todas as divindades hinduístas.

O filme curto de National Geographic exibe este festival, num tempo em que a pandemia Covid-19, da qual o Brasil, por negativismo e inércia do governo federal se tornou um epicentro global, não ameaçava as vidas. Neste ano de 2021, é recomendado aos indianos manterem o distanciamento social para evitarem mais mortes no país, ainda que a vacinação e a produção de vacinas esteja em ritmo acelerado.

Share.

About Author

publicitta

1 comentário

  1. Pingback: POLAR ELETRIC EM DEFESA DOS ANIMAIS NO HOLI FESTIVAL

Leave A Reply