IRMÃ JANE DWYER: “DA LUTA NÃO FUJO”

0

“Ameaçados somos todos e da luta não fujo.” A declaração de irmã Jane Dwyer, que junto com a irmã Katia Webster assumiu a responsabilidade de continuar o trabalho da missionária assassinada Dorothy Stang, diz muito sobre a vida delas em Anapu, município do Pará marcado por conflitos de terra que parecem não ter fim para quem trabalha em prol dos direitos humanos e da reforma agrária. Hoje, 21 de março de 2021, Dia Internacional das Florestas, é à voz da irmã Jane Dwyer que emprestamos eco em entrevista gravada no dia 12 de fevereiro de 2020, no Centro de Formação São Rafael, para a série de mini documentários “Vozes que Resistem”, da agência Amazônia Real.

É no jardim do centro que está enterrada a missionária, mais conhecida como irmã Doti, que foi assassinada há 16 anos por dois pistoleiros e seu corpo atravessado por seis tiros enquanto caminhava por uma estrada de terra do PDS Esperança, Projeto de Desenvolvimento Sustentável que ela criou para assentar famílias pobres da Transamazônica, que a entrevista foi realizada.

Resiliência, amor e coragem são palavras de ordem. Irmã Jane é, acima de tudo, um ser de fé e que acredita na Justiça, seja a dos homens ou a divina.

Ficha técnica
Projeto Vozes que Resistem

Reportagem: Maria Fernanda Ribeiro e Cícero Pedrosa Neto
Imagens e fotos: Cícero Pedrosa Neto
Edição/Montagem: César Nogueira
Coordenação geral: Kátia Brasil

Apoio: CLUA
Realização: Amazônia Real – 2021

Share.

About Author

publicitta

Leave A Reply