DONA MILITANA, A ROMANCEIRA DO BRASIL

0

Por Carlos Franco

Quem acessar hoje, dia 19 de março de 2021, o Google, maior ferramenta de pesquisa do mundo e um dos maiores navegadores de internet e serviço de e-mail, vai se deparar com a imagem de Dona Militana Salustino do Nascimento (1925-2010). Uma nordestina arretada que é considerada a maior romanceira do país, que guardou na memória e cantou desde menina canções de tempos imemoriais, preservando a rica cultura de contos ibéricos medievais que ouvia nos sertões, em São Gonçalo do Amarante, no Rio Grande do Norte.

O Google Doodle que ilustra esta reportagem e com o qual a empresa saúda desde 1998 grandes personalidades e fatos históricos,  resgata a imagem dessa rica mulher da cultura nacional que só foi descoberta na década de 1990 pelo folclorista Deífilo Gurgel. Foi ele o responsável por compartilhar o acervo que Militana guardava cantando. Em 2005, ela recebeu das mãos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um dos homens que mais amou e ama o Brasil e os brasileiros, a maior comenda da cultura nacional, a Ordem do Mérito Cultural. Em sua simplicidade, Dona Militana voltou para casa, gravou um CD com 54 canções e deixou como legado os versos do romanceiro ibérico e sertanejo antes de, como passarinho, voar para outras paragens.

O documentário Dona Militana – A Romanceira dos Oiteiros, lançado em 2010, procura em seus 18 minutos mostrar e revelar a importância dessa mulher. Dirigido e roteirizado por Hermes Leal, teve como produtor executivo Julie Tseng e a produção da HL Filmes.

Share.

About Author

publicitta

Leave A Reply