O AMOR SE ESCREVE COM BIC

0

Por Carlos Franco

As canetas BIC estão por toda parte, em todo o mundo. Nem mesmo a era digital fez com que perdessem espaço na vida cotidiana. E o amor também se escreve com a esferográfica mais popular do planeta, como mostra o mais novo filme publicitário de BIC Cristal. 

É também com BIC Cristal que é possível escrever a história da marca que nasceu na França pelas mãos de um italiano e cuja caneta esferográfica foi criada na Argentina, ganhou sua ponteira na Suíça e, depois, conquistou a América e desta pátria do consumo, o mundo, tornando-se global antes mesmo do movimento de globalização. Então, como diria, literariamente segundo o folclore, um velho estripador londrino, o Jack, vamos por partes.

Marcel Bich (1914-1994), um ex-gerente de uma fábrica de tintas, comprou em 1945, no pós-guerra, uma pequena unidade fabril no subúrbio parisiense de Clichy em sociedade com o francês Edouard Bouffard com o objetivo de produzirem peças para canetas-tinteiro e lapiseiras atendendo clientes como a americana Waterman. 

À medida que o negócio de peças para instrumentos de escrita começou a crescer, o desenvolvimento da esferográfica também avançava, tanto na Europa como nos Estados Unidos. Bich, então, enxergou a oportunidade de adquirir os direitos das patentes para uma esferográfica criada em 1935 pelo inventor húngaro László Bíró, que, desde o início da Segunda Grande Guerra Mundial, estava refugiado na Argentina. Teve sucesso, de mãos da invenção percebeu, no entanto, que precisaria de uma ponteira mais fina. Foi, então, que encontrou na indústria relojoeira suíça de precisão o que precisava. Nascia, assim, em dezembro de 1950, a BIC Cristal.

Detalhe: como Bich queria conquistar novos mercados, sobretudo o inglês e americano, decidiu retirar do seu nome a letra “H”, evitando assim a sonoridade de Bich, muito próxima da de “bitch”, cadela e também prostituta e um dos palavrões mais usados em língua inglesa.

Desde então, BIC Cristal tornou-se sinônimo de escrita em todo o mundo. O seu baixo custo e por ser descartável, contribuiu enormemente para a conquista para abertura de mercado ao produto, como havia planejado o seu criador. A caneta que nasceu globalizando partes é um dos maiores fenômenos de conquista do mercado global.

Share.

About Author

publicitta

Leave A Reply